Atores de “Carinha de Anjo” participam do “Bake Off Brasil” especial da semana das Crianças – SBT

Atores de “Carinha de Anjo” participam do “Bake Off Brasil” especial da semana das Crianças

Tia Perucas (Priscila Sol) e chef Vitor (Thiago Mendonça) fazem avaliação da prova técnica ao lado dos jurados Beca Milano e Fabrizio Fasano Jr.

Reality show vai ao ar na noite deste sábado, 7 de outubro, a partir das 21h30, no SBT

Nas fotos: 01 –Beca, Fasano, Vitor, Tia Perucas, Carol e Johanna/ 02 – Beca, Fasano, Vitor, Tia Perucas, Carol e Ney/ 03 – Participantes, Jurados, Carol, Vitor e Tia Perucas. Crédito: Artur Igrecias/SBTMais fotos anexo.

É chegada a semana do “Dia das Crianças” e a tenda da terceira temporada doreality show “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” (SBT) entra no clima ao dedicar o 9º episódio da disputa para essa doce comemoração. A apresentadora Carol Fiorentinorecebe na noite deste sábado, 7 de outubro, às 21h30, a participação especial deEstefânia (Priscila Sol), conhecida como Tia Perucas, e do chef Vitor (Thiago Mendonça), personagens recém-casados da novela “Carinha de Anjo”, que é vice-líder de audiência no SBT. Os oito confeiteiros amadores que permanecem na disputa terão que conquistar o paladar dos convidados, além dos jurados Beca Milano e Fabrizio Fasano Jr. se não quiserem ser eliminados.

Durante a prova criativa, os jurados desafiam os competidores precisam usar toda a imaginação para criar lindos “Bolos Espaciais”, um tema com ampla possibilidade que se tornou sucesso em festas infantis. O preparo dos doces é averiguado de perto pelos jurados e também pelos convidados especiais, que ao final dão sua opinião sobre a aparência e o sabor dos bolos temáticos.

Já na prova técnica os confeiteiros amadores precisam preparar um “Bolo Boneca”, que é a sensação das festas de aniversários de meninas. A tarefa, porém, é considerada desastrosa para alguns dos competidores que se perdem com o manuseio para o delicado trabalho de bico no momento de compor as saias das bonecas dos bolos. No final da prova, Beca e Fasano realizam a avaliação às cegas dos confeitos para escolherem os melhores e os piores da noite.

No final da atração, os jurados elegem o novo “mestre confeiteiro” da semana e decidem quem será o sétimo eliminado ou eliminada do “Bake Off Brasil – Mão na Massa”.

A terceira temporada do “Bake Off Brasil – Mão na Massa” vai ao ar todos os sábados a partir das 21h30, no SBT. Direção-geral de Lucas Gentil. Site oficial do reality show: http://www.sbt.com.br/bakeoffbrasil/

A exibição dos episódios também acontece no Discovery Home & Health, todas as terças-feiras, às 20h30.

Veja o perfil dos 08 participantes que continuam na disputa:

Flávio

Arapongas, PR

44 anos

Flávio é mordomo, tem duas filhas e dois netos. Atualmente mora em São Paulo, mas já morou em vários lugares como Minas Gerais, Bahia e até na Alemanha. Trabalha há muitos anos com serviços domésticos para uma família abastada. É responsável por comandar os demais funcionários, organizar a casa e férias da família, além de planejar os cardápios. Aos poucos foi se interessando por gastronomia e confeitaria com o objetivo de melhorar ainda mais o seu atendimento. Gosta de dar ordens e sabe que pode parecer um pouco esnobe.

 Gigi

Blumenau, SC

36 anos

Gigi é comissária de bordo há 8 anos e ganhou o apelido de “aeroconfeiteira” por causa dos bolos que costuma levar para os colegas de tripulação nos voos. Quando pequena fazia bolos escondida da avó, que não a deixava chegar perto da cozinha. O interesse pela confeitaria surgiu após assistir à primeira temporada do “Bake Off Brasil”. Autodidata na confeitaria, treinava em sua casa as receitas com cronômetro do lado com o intuito de um dia conseguir participar do reality show.

Johanna

Petrolina, PE

29 anos

Johanna é mão de um garoto de 7 anos. Cursou publicidade, mas não trabalha na área. Desde criança é ligada ao mundo das artes e aplica seu talento para divulgar suas criações com belos posts nas redes sociais. Disciplinada e focada, passou cinco anos tentado acertar a receita perfeita de macarons feitos com ingredientes regionais. Em 2010 começou a vender doces para investir na educação do filho. Já vendeu doces em “foodbikes” mas hoje trabalha em casa fazendo doces por encomenda.

José

Campinas, SP

36 anos

José é faixa preta de Jiu-Jitsu, casado e tem um filho. Sempre gostou de gastronomia, só que o pai, executivo, não apoiava sua escolha. Trabalhou 10 anos em uma multinacional como gerente de projetos, mas devido ao estresse abandonou a carreira e decidiu resgatar seu sonho de trabalhar com confeitaria. Aprendeu o que sabe com livros e vídeos no Youtube. Montou um ateliê de confeitaria em sua casa e passou a vender doces de forma informal. Dá aulas de Jiu-Jitsu para crianças para completar o orçamento. Conta que já sentiu preconceito por ser homem, alto, forte e fazer “florzinhas” nos bolos.

 Karyne

Londrina, PR

38 anos

Karyne é diretora de arte de uma agência de propaganda e tem dois filhos. O avô começou a fazer doces assim que chegou ao Brasil, o que levou seu pai a montar uma fábrica de guloseimas populares. Karyne cresceu no meio de doces de geleia de mocotó e desde pequena já fazia biscoitos sequilhos. Aos 14 anos foi morar no Japão, onde trabalhou em um restaurante e se apaixonou pela confeitaria. Antes de fazer um bolo gosta de desenhar e se planejar para cada etapa da execução.

Ney

Turvânia, GO

28 anos

Ney é decorador e mora em Juiz de Fora (MG). Aprendeu a cozinhar com as avós, em uma fazenda. Gosta de valorizar as raízes e por isso construiu um fogão a lenha na sua casa. Fez faculdade de direito e também dá aulas de culinária com as receitas dos cadernos que herdou das avós. É auto confiante e muito seguro. Diz que é um desbravador de sabores. Visita cidades do interior procurando receitas únicas e regionais. Acredita que quando prepara suas receitas gera afetividade e aproxima as pessoas.

Richarles

Rio Branco, AC

21 anos

Richarles é designer e fotógrafo de baladas nos fins de semana. Mudou para São Paulo há dois anos. Sempre ajudou a mãe na cozinha e gostava de incrementar os bolos básicos que ela fazia em casa. Preocupa-se muito com decoração e estética. Gosta de trabalhos manuais. Sente falta dos ingredientes típicos do Acre, por isso gosta de utilizá-los em suas receitas como uma forma de matar saudade e valorizar a sua cultura.

 Dário

Ribeira do Pombal, BA

25 anos

Dário é filho único e gosta de cozinhar nas horas vagas. Já ganhou um edital para gravar um filme sobre as lendas da sua cidade e com isso foi estudar cinema. Para conseguir se manter na faculdade começou a fazer bolos para vender nas ruas e nas salas de aula. Em seguida passou em um concurso público, precisou parar a faculdade, mas continuou a fazer bolos. Aprendeu tudo sobre confeitaria assistindo vídeos no Youtube e treinando sozinho em casa. Gosta de técnicas rústicas e modela flores usando uma colher.

Hans Misfeldt

Jornalista, acompanha o mundo da televisão brasileira desde 2008, quando criou o Tutube. Já entrevistou grandes nomes da música e da televisão para o seu próprio canal Tutube (https://www.youtube.com/programatutube).