Repórter Record Investigação aborda o tráfico de crianças no Brasil

O Repórter Record Investigação desta quinta-feira, dia 03/03, traz documentos inéditos e revelações exclusivas sobre o maior esquema de tráfico de bebês do País. Foram quatro meses de trabalho para mostrar como agia uma quadrilha que convenceu mães muito pobres a entregar seus filhos recém-nascidos à uma rede de tráfico internacional.

Pela primeira vez, a responsável pela “venda” de muitos desses bebês, para casais estrangeiros, quebra o silêncio. Arlete Hilu conta detalhes inéditos sobre como funcionava a organização e acusa autoridades brasileiras de participar da rede de adoções ilegais. Arlete ainda assume que ajudou na adoção de um bebê recentemente.

Arlete, criminosa (Reprodução / Record)
Arlete, criminosa (Reprodução / Record)
Cena do Repórter Record Investigação (Reprodução / Record)
Cena do Repórter Record Investigação (Reprodução / Record)
Cena do Repórter Record Investigação (Reprodução / Record)
Cena do Repórter Record Investigação (Reprodução / Record)

O programa mostra também o reencontro entre mãe e filha, quase trinta anos depois de uma separação provocada pela miséria. Rute teria trocado a filha, Bar, por um prato de comida. E os repórteres descobrem que os documentos, como certidão de nascimento e o termo de adoção da jovem Bar, por um casal de estrangeiros, foram falsificados aqui no Brasil.

O Repórter Record Investigação, apresentado por Domingos Meirelles, é exibido às quintas-feiras, às 23h30, logo após o Câmera Record.

, , , , ,