Rodrigo Maia e Marcelo Crivella querem apoio de Bolsonaro para legalizar os cassinos

Desde de sua candidatura, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou defensor da ideia da liberação dos cassinos no Brasil, mas com o pedido de Crivella e Maia ele se preocupa com a reação de seus eleitores.

Tanto o Rio de Janeiro, local onde Marcelo Crivella comanda a prefeitura, quanto o Brasil, passam por momentos polêmicos que envolvem esquemas políticos, violência e as falas demasiadas e por vezes polêmicas do presidente.

Em sua campanha Bolsonaro prometeu o armamento e comando militar, isso fez com que a maioria dos brasileiros apoiassem a candidatura, mas com o tempo de casa ele se mostrou mais inflexível.

Tal ato é uma influência de seus assessores e advogados, já que um dos problemas mais frequentes é a “língua solta” de Bolsonaro. Foi exatamente com esse cuidado que foi recebido o pedido de Marcelo Crivella e Rodrigo Maia.

Ambos concordam com os benefícios que sejam acarretados pela liberação dos cassinos, dentro de resorts, mas ninguém possui uma opinião plena do presidente. Os dois querem o apoio, mas esse está sendo tratado com todo cuidado, para não decepcionar a maior parte dos eleitores.

Marcelo Crivella, líder religioso, que ficou conhecido por sua função como bispo evangélico, também deve sofrer com a retaliação de seus fiéis e seguidores, mas já deixou bem claro que tal atitude vai melhorar a economia de sua cidade e que “quem não quiser pecar, basta não ir ao cassino”.

Enquanto nada ocorre nos tramites políticos e o Projeto de Lei circula no Senado, os cassinos virtuais são uma forma de passatempo licita. As empresas possuem autoridade para realizar os jogos no Brasil, mas não podem estabelecer sede por aqui.

Esses portais possuem muitas modalidades de jogos, tais como cassinos ao vivo, pôquer, caça-níqueis e uma segurança inquestionável. Todos esses quesitos fizeram dos brasileiros um grupo seleto e grande nos sites.

Acima das crenças e promessas

As vantagens da regulamentação, da atividade das casas de jogos, estão muito acima de qualquer opinião eleitoral ou religiosa. Tal ato vai modificar a estrutura do país, gerar impostos e ainda uma extensa gama de outros benefícios.

Dentre os muitos êxitos que serão gerados está o aumento de vagas de empregos, já que cada resort deve contratar centenas de funcionários. As atividades indiretas serão afetadas, como os comércios, que lucrarão com o aumento no turismo. 

Mais 208,5 mil novos postos de trabalho nas outras modalidades de jogos, perfazendo um total de 658,5 mil”, calcula o site do Instituto Jogo Legal.

Empresários de grandes potencias mundiais já demonstram interesse em estabelecer uma sede em território nacional, tal fato foi também confirmado por Marcelo Crivella. O prefeito do Rio, contou sobre a procura de “figurões” de Las Vegas e até de Singapura.

O turismo será o setor mais afetado, os recursos aumentarão e com isso o crescimento será positivamente impactado. Todas essas soluções devem ser empregadas com a liberação dos jogos de azar, mas todo o tramite ainda deve levar anos até ser concluído.

Hans Misfeldt

Jornalista, acompanha o mundo da televisão brasileira desde 2008, quando criou o Tutube. Já entrevistou grandes nomes da música e da televisão para o seu próprio canal Tutube (https://www.youtube.com/programatutube).