Lu Avellar lança álbum “Tua Pele” em São Paulo

Lu Avellar é uma grata surpresa na nova cena da Música Popular Brasileira. Nascida e criado no Rio de Janeiro, encontrou o maestro Paulinho Dáfilin, que já trabalhou com Jair Rodrigues e Maria Bethânia, por acaso no início de 2018 em uma galeria de arte na cidade maravilhosa. A identificação foi imediata ao ponto de iniciar uma parceria musical. 

Em poucos meses de trabalho, Paulinho apresentou as canções “Tua Pele”, “Diadorim”, que conta com a participação de Ana Basbaum, entre outras composições que Lu Avellar gravou no EP “Tua Pele”, que contém cinco faixas que estão disponíveis nas plataformas digitais desde outubro passado.

O EP é uma prévia do álbum, que foi lançado ontem, 22 de janeiro, no Teatro Itália, centro de São Paulo (SP). 

“Tua Pele”

Ao todo, o disco conta com doze faixa, porém as canções inéditas serão apresentadas somente nos shows e não têm data para entrar nos serviços de streaming.

Apesar de ser seu primeiro disco, Lu Avellar mostra maturidade de quem respira música desde muito cedo: começou a tocar flauta com 4 anos de idade, aprendeu piano aos sete; sax aos 11. Aos 16, foi morar na França onde estudou violão, solfejo e canto lírico no conservatório Chamalieres.

Atualmente, aos 29, Lu Avellar toca os instrumentos de maneira mais livre, porque gosta de improvisar e brincar com as palavras. Com esta mania, a cantora desenvolveu a habilidade de criar músicas no formato voz e violão com temas diversos, estilo muito comum no rap, conhecido como “Freestyle”.

As canções são carregadas de sentimentos e emoções. Na faixa homônoma, por exemplo, a canção é embalada pelo som do violoncelo e Lu Avellar encaixa sua voz grave e afinada.

Ouça aqui: 

Além das composições, Paulinho Dáfilin produziu o show e faz parte da banda, que conta, ainda, com Thiago Gomes (Bateria), Pedro Cunha (Teclado) e pelo baixista Fernando Nunes, músico que acompanhava a saudosa Cássia Eller.

De sorriso fácil e alma leve, Lu Avellar é focada e sabe o que quer. Com “Tua Pele” espera se apresentar em grandes festivais e conquistar respeito do público e da mídia especializada. A artista traz na bagagem grandes influencias da música e da poesia. Talvez, suas maiores referências sejam Bob Dylan e Jacques Prévert.

, ,