VISITAMOS A FAZENDA NOVA CHANCE
PARA CONHECER OS BASTIDORES





Ceceu Valença estréia como cantor

Ceceu Valença estréia como cantor com o single e clip da música “Doce Menina”, lançados pela Deck Disc. A música, composição inédita de Heberth Azzul, tem feito muito sucesso nos shows que Ceceu vem apresentando desde junho entre o Rio e Pernambuco.

Além de duas inéditas, o show faz um painel da música produzida nos estados do Nordeste com composições de Alceu, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Pepeu Gomes entre outros.

“A música mais rica do Brasil está no nordeste. Sob o manto do forró, existe uma infinidade de gêneros: do xote a embolada, da toada ao baião, do coco ao martelo. São estilos sofisticados e ao mesmo tempo super populares porque tem ginga, malemolência, uma certa inocência cheia de segundas intenções” – explica.

Antes de cantar Ceceu fez carreira como músico e ator – com participações em teatro e no filme “A Luneta do Tempo”, dirigido por Alceu Valença.

No premiado longa  Ceceu interpretou o circense Nagib Mazola, com atuação elogiada por críticos como Maria do Rosário Caetano e Luiz Carlos Merten, do Estado de São Paulo.

“Foi um puta desafio. Era um personagem com pouquíssimas falas, todas em francês. O Mazola é um argelino metido a conquistador que engravida as mulheres de um policial e de um cangaceiro. Foi um sucesso no filme” – celebra.

Como baterista, participou de turnês nacionais e internacionais, incluindo uma consagradora performance no Rock in Rio, na banda de Alceu Valença. Atualmente, ele marca presença nos palcos cariocas como líder da banda Maracajá:

“Comecei a tocar bateria muito jovem. Aos 18 anos eu estava tocando em Montreux. Depois fui estudar teatro, me formei ator, fiz cinema. Mas senti que era a hora de mergulhar novamente na música. E isso de uma maneira natural, fazendo aquilo que sempre quis: como cantor”.

Confira o videocliope:

https://www.youtube.com/watch?v=Zz-YfPBnONg